Site Overlay

Ibovespa cai no dia, mas sobe 1,35% na semana; dólar cai a R$ 5,26

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, teve dia instável e encerrou o pregão desta sexta-feira (8) em queda, impactado, especialmente, pelo desempenho negativo dos papéis da mineradora Vale e das siderúrgicas. No acumulado da semana, o índice avançou. O dólar, por sua vez, terminou a sexta-feira e a semana no negativo.

No dia, o Ibovespa caiu 0,44%, aos 100.288 pontos, depois de atingir a máxima de 101.577 pontos. Em compensação, no acumulado da semana avançou 1,35%.

Já o dólar recuou 1,41% no dia, negociado a R$ 5,2678, próximo a mínima do dia de R$ 5,2608, depois de chegar a máxima de R$ 5,3686. Na semana, a moeda americana acumulou queda de 0,99%.

Cenário interno

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,67% em junho, após alta de 0,47% no mês anterior. A alta foi influenciada principalmente pelo aumento de 0,8% no grupo de alimentação e bebidas, que tem grande peso no índice geral (21,26%).

imagem11-07-2022-11-07-24

Além disso, o Banco Central também divulgou nesta sexta o IBC-Br de abril, considerado a prévia do PIB brasileiro. O índice recuou 0,44% na comparação com o mês anterior. Em março, o indicador registrou alta de 1,09%. O dado foi divulgado com atraso em razão da greve de servidores do órgão.

Cenário externo

A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos em junho ficou acima do esperado e a taxa de desemprego permaneceu perto da mínima pré-pandemia, em sinais de força persistente no mercado de trabalho que dão ao Federal Reserve munição para outro aumento de 0,75 ponto percentual da taxa de juros neste mês.

A economia dos EUA abriu 372.000 vagas de trabalho fora do setor agrícola no mês passado, mostrou o relatório de emprego do Departamento do Trabalho.

Bolsas Mundiais

Wall Street

Wall Street fechou com pouca alteração nesta sexta-feira, após uma sessão volátil, com investidores tentando entender como o relatório de empregos robusto influenciará o banco central dos Estados Unidos e seus planos de aumentar agressivamente os juros.

O índice S&P 500 fechou em queda de 0,08%, a 3.899,38 pontos. O Dow Jones caiu 0,15%, a 31.338,15 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 0,12%, a 11.635,31 pontos.

Europa

As ações europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, recuperando-se depois de tocarem mínimas da sessão com a divulgação dos dados de empregos nos Estados Unidos. O índice pan-europeu STOXX 600 avançou 0,51%, a 417,12 pontos, e encerrou a semana com alta de 2,5%.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,10%, a 7.196,24 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,34%, a 13.015,23 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,44%, a 6.033,13 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,00%, a 21.774,18 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,27%, a 8.100,30 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,47%, a 5.995,39 pontos.

Ásia e Pacífico

As ações da China terminaram em baixa nesta sexta-feira, interrompendo uma série de cinco semanas de altas, uma vez que as preocupações com surtos de covid-19 e as tensões geopolíticas superaram as expectativas de estímulo

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,10%, a 26.517 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,38%, a 21.725 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,25%, a 3.356 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,33%, a 4.428 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,70%, a 2.350 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,89%, a 14.464 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,06%, a 3.131 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,45%, a 6.678 pontos.

Veja também