Site Overlay

Ação da Netflix despenca mais de 27% no pré-mercado após queda de assinantes

As ações da empresa de streaming Netflix (NFLX) despencavam mais de 27% nas negociações do pré-mercado de Nova York na manhã desta quarta-feira (20). Na véspera, a companhia reportou sua primeira queda no número de assinantes em uma década.

Por volta de 8h (horário de Brasília) desta quinta, o papel da companhia era negociado na Nasdaq a US$ 254,40, uma desvalorização de 27,08% no pré-mercado (operações feitas antes da abertura do pregão).

Os BDRs da Netflix listados na B3 (NFLX34) fecharam em queda de 12,40% no pregão da véspera, cotados a R$ 27,40.

Perda inesperada de assinantes

A Netflix perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022, abaixo de suas projeções mais modestas, que indicavam adição de 2,5 milhões de usuários. A decisão da empresa de suspender serviço na Rússia resultou na perda de 700 mil assinantes.

A Netflix, que atualmente tem 221,6 milhões de assinantes, publicou uma queda de clientes pela última vez em outubro de 2011.

Já para o segundo trimestre, a Netflix divulgou um cenário fraco, projetando a perda de 2 milhões de assinantes, apesar de novas temporadas de franquias de sucesso como “Stranger Things” e “Ozark” e da estreia do filme “The Grey Man”, que tem no elenco os astros Chris Evans e Ryan Gosling.

Analistas, em média, esperavam que a empresa divulgasse uma estimativa de 227 milhões de assinantes para o segundo trimestre, conforme dados da Refinitiv.

A receita da Netflix no primeiro trimestre cresceu 10%, para US$ 7,87 bilhões, ficando ligeiramente abaixo da expectativa média do mercado de US$ 7,93 bilhões.

Veja também